Apresentação de Maria - Congregação Internacional

Imprimir

Sempre e de novo para TI

Parece-me ouvir ainda o cantar melodioso dos passarinhos e sentir a brisa suave que dava um tom calmo aquela pequena aldeia que me viu nascer…
Sim, o começo de tudo é aí, nesse pedacinho de terra perdido na serra, onde o ar é purificado pelo aroma a eucalipto e onde a simplicidade de vida se espelha no rosto humilde das pessoas.
Com os meus pais aprendi o amor exigente mas bondoso, a grandeza das pequenas coisas, a importância dos valores… ensinaram-me a descobrir os segredos da natureza que ciclicamente se renova e se deixa trabalhar para fazer nela germinar a vida. Deles recebi, desde cedo, o testemunho que fala mesmo sem palavras. O meu único irmão, mais novo que eu um ano, foi o meu grande companheiro de infância, com ele partilhei as primeiras descobertas e aventuras.
Eis a minha pequena Nazaré!

Parece-me sentir ainda aquela interpelação interior, bem no meio do ruído da minha adolescência, quando pelos 12 anos Deus como que entra “de mansinho” nesta minha história.

Um pequeno papel com as palavras “Já pensaste que Cristo precisa de Ti?”; “Vem e segue-me”, despertaram-me para aquela que seria a maior aventura da minha vida: a descoberta do plano de felicidade de Deus para mim.
Aos poucos fui percebendo que Ele me chamava a algo de grande e belo. Procurava as respostas a tantas inquietações e dúvidas, tentava saciar a sede de um amor que queria universal, mas tudo era tão pouco, tão banal…

 

Pelos 15 anos, faço a experiência de um encontro de jovens com as Irmãs da Apresentação de Maria. Aí Deus manifesta-se com mais força, embora no silêncio do coração, e dá-me a resposta que procurava: a minha felicidade passava pela entrega incondicional a Deus, na vida religiosa. Fiquei fascinada com algumas Palavras de Deus que alimentavam a sede que crescia a cada momento. Cristo olhava para mim com ternura e dizia: “Deixa que… mas tu vem e Segue-Me!”

Este foi o primeiro passo de um caminho nem sempre fácil, mas era aquele que Ele queria para mim.

A primeira etapa era já certeza em mim: queria ser Religiosa. Foi o primeiro SIM, dito no segredo. Depois foi o tempo de outro discernimento. Onde assumir este SIM grande? Contactei com muitas congregações, na ânsia de saber mais, de perceber onde Deus me queria… mas mais uma vez, a resposta estava ali tão perto.
Deus foi-se servindo de coisas tão pequeninas para me falar, para me mostrar o caminho a seguir!
Continuei a participar nos encontros de pastoral vocacional orientados pelas Irmãs da Apresentação de Maria que trabalhavam, na minha paróquia, lentamente fui-me aproximando sempre mais, fascinada pela felicidade e serenidade que transmitiam, como também pelo imenso respeito e liberdade com que sempre acompanharam o meu percurso de busca e combate espiritual. O caminho ia-se fazendo ora cheio de entusiasmo, ora mais lento e pensativo… 

Com 18 anos, ao participar na celebração de votos perpétuos de uma irmã da Apresentação de Maria, Deus sacode-me fortemente com as palavras de Maria Rivier: “Sede inteiramente de Jesus Cristo para o tempo e para eternidade!”
Eis o que faltava!
Nesse momento disse espontaneamente o meu SIM a Deus na Apresentação de Maria.
Parece-me experimentar ainda aquela paz e serenidade tão íntimas e profundas quando entreguei todo o meu ser ao querer de Deus.
A partir de então muitos acontecimentos fortes têm dado cor a este SIM, têm cumulado de sentido este instante fonte.
Parece-me escutar ainda o imenso Magnificat que encheu a minha alma no dia da minha Primeira Profissão, ao oferecer todo o meu ser ao Senhor.
Parece-me ver ainda tantos pequeninos que foram cruzando o meu caminho, eles foram sinal da ternura de Deus.
Parece-me sentir ainda a imensa alegria do dia da minha profissão perpétua, onde o SIM volta a ganhar sabor de eternidade.
É esta a minha Galileia!

Hoje, Deus continua a falar-me através das coisas simples, no sorriso de uma criança, na beleza de um campo de papoilas, num cântico harmonioso, nos pequenos e grandes toques que ninguém vê, que só o coração entende e é capaz de descobrir, porque esses são verdadeiramente essenciais.
Hoje continuo a experimentar o olhar terno de Jesus que dia, após dia me convida, apesar da minha imensa pobreza, a fazer da minha vida um sinal luminoso no meio do mundo.

Hoje posso dizer, na força daquele primeiro olhar: FIAT! SEMPRE E DE NOVO PARA TI!

Irmã Carla Barbosa, p. m.

Agenda 2013

em actualização

Publicações

...

Contactos

Morada: Quinta da Boa Vista
Baixa de Palmela
Apartado 365
2901-901 SETÚBAL 
Tef. 265 54 12 50
Email:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.